Crise do coronavírus pode tirar até R$ 500 bi do consumo